segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

“Arte em Auschwitz”

A placa metálica na entrada do campo de concentração nazi de Auschwitz, que diz "Arbeit macht frei" ("o trabalho liberta"), tornou-se um símbolo dos esforços nazis para dar às vítimas uma falsa sensação de segurança antes de matá-las em câmaras de gás ou por causa do frio, da fome, de doenças ou experiências.
Atualmente, Auschwitz I e Auschwitz II-Birkenau, mais do que  museus são um Memorial preservado às vítimas do holocausto.
Para assinalar esta data, a Biblioteca desenvolveu a atividade "Livros e filmes com HISTÓRIA", propondo o visionamento de filmes sobre o Holocausto e a visionamento, no atrium da escola, da exposição “Arte em Auschwitz”.
A vida em Auschwitz retratada por quatro artistas sobreviventes - Mieczyslaw Koscielniak, Janina Tollik, Wladyslaw Siwek e Jerzy Potrzebowski. Grande parte dos trabalhos foi criado logo após a libertação e constitui um dos poucos testemunhos visuais do dia-a-dia no mais temível campo de concentração.



Fonte das imagens: Auschwitz Museum Archive

Sem comentários:

Publicar um comentário