segunda-feira, 7 de abril de 2014

Roteiro vergiliano


Uma forma de  conhecer a vida e obra do escritor Vergílio Ferreira. O roteiro incluiu uma resenha histórica sobre o escritor e a sua literatura, dando a conhecer todo o seu espólio literário, na Sala Vergílio Ferreira da Biblioteca Municipal, seguiu-se a visita à aldeia de Melo que passou por alguns lugares que marcaram a sua vida e obra literária. A aldeia natal está presente em muitas das obras do autor, como podemos ver na  abertura da Aparição:
“Sento-me aqui nesta sala vazia e relembro. Uma lua quente de Verão entra pela varanda, ilumina uma jarra de flores sobre a mesa. Olho essa jarra, essas flores, e escuto o indício de um rumor de vida, o sinal obscuro de uma memória de origens. No chão da velha casa a água da lua fascina-me. Tento, há quantos anos, vencer a dureza dos dias, das ideias solidificadas, a espessura dos hábitos, que me constrange e tranquiliza. Tento descobrir a face últimas das coisas e ler aí a minha verdade perfeita.
Mas tudo esquece tão cedo, tudo é tão cedo inacessível. Nesta casa enorme e deserta, nesta noite ofegante, neste silêncio de estalactites, a lua sabe a minha voz primordial”.

Sem comentários:

Publicar um comentário